Latest Entries »

Cada dia os israelitas sacrificavam dois cordeiros, e isso era feito para que os pecados dos israelitas pudessem ser perdoados. E no santuário dos israelitas havia duas repartições: o primeiro tabernáculo aonde qualquer um dos sacerdotes podia entrar, e ali ofereciam muitas ofertas e sacrifícios; e havia o santo dos santos onde era sacrificado o cordeiro do qual acima citei, e lá somente o sumo sacerdote poderia entrar.

Mas este povo escolhido por Deus, não guardou e não cumpriu os estatutos, os juízos e as leis que Deus deu à ele através do seu servo Moisés. E Deus os fazia passar por aflições, então se lembravam dEle e endireitavam o seu caminho, entretanto bastava as coisas melhorarem, voltavam a fazer abominações por não observarem os estatutos, juízos e leis do SENHOR.

Como Deus viu que este era um povo obstinado e de dura cerviz, e por nos amar, decidiu fazer um novo concerto. E através de seus profetas já anunciava sobre a vinda do Messias. “Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.”Jo 3: 16 E Jesus foi levantado como sumo sacerdote, contudo foi diferente dos outros sumo sacerdotes pois nunca cometeu nenhum pecado. “Porque nos convinha tal sumo sacerdote, santo, inocente, imaculado, separado dos pecadores e feito mais sublime que o céu.” Heb 7.26

E agora em vez de um sumo sacerdote sacrificar um cordeiro, Jesus -o sumo sacerdote- ofereceu a si mesmo -como cordeiro- para a expiação dos pecados de todos aqueles que nele creem! E agora podemos entender as palavras de Jesus: “Está consumado.” Esta acabado; este sacrifício de uma vez por todas nos justificou porque foi perfeito! Logo, para alcançarmos perdão não precisamos subir 50 degraus ajoelhados, nem nos cortarmos, não precisamos matar nenhum cordeiro…

E nem podemos confiar na força do nosso braço, pensando que conseguiremos perdão  pelas nossas boas obras: porque fazemos obras de caridade, e seguimos alguns mandametos e ensinamentos… Porque tão somente alcançaremos perdão se crermos! Para confirmar, vejamos o que está escrito em Rom 4.5 “Mas, àquele que não pratica, porém crê naquele que justifica o ímpio, a sua fé lhe é imputada como justiça.” Ou seja, se nós crermos naquele que justifica o ímpio (Jesus), a nossa fé nos justifica. Assim como Abraão não foi justificado pelas obras “Porque, se Abraão foi justificado pelas obras, tem de que se gloriar, mas não diante de Deus. Pois que diz a Escritura? Creu Abraão em Deus, e isso lhe foi imputado como justiça.” Rom 4.2-3

Portanto, por causa da ofensa de um homem (Adão), entrou a condenação e a morte, e assim também por um só ato de justiça veio a graça, a saber o que Jesus Cristo fez por nós. (Romanos 5.17-18)

Contudo só quero lembrar que não é porque somos salvos pela graça, que podemos pecar sem medida. O que quero dizer é que não é porque Jesus nos justificou na cruz que podemos pecar mais e mais ainda. “Que diremos, pois? Permaneceremos no pecado para que a graça seja mais abundante?” Rom 6.1 É como alguém que poderia pensar assim: Eu vou mentir, eu sei que é errado mentir porque está escrito na bíblia que quem mente é filho do diabo, mas eu vou mentir porque Jesus me perdoa e me justifica perante Deus. E essa pessoa comete muitos pecados mesmo sabendo que não deve; os cometendo, não sendo sem querer, ou porque não sabia que era pecado, mas sobre o pretexto: “Jesus me justifica e me perdoa”. Será que tais pecados serão perdoados mesmo?

Entretanto de uma coisa eu sei: De Deus não se zomba.

 

“De modo nenhum! Nós que estamos mortos para o pecado, como viveremos ainda nele?” Rom 6.2

 

Obs*-Está escrito na bíblia que quem diz que não tem pecado é mentiroso. Mas eu creio que Paulo quis dizer o seguinte: quando nós pecamos e daqui a pouco cometemos o mesmo pecado de novo por causa de alguma fraqueza que tenhamos, então devemos nos esforçar para nos arrepender de coração e tentar morrer para esse pecado, e digamos que ainda não tenhamos conseguido nos arrepender de tal maneira e resbalamos novamente, e de novo nos esforçamos e pedimos a ajuda do Pai, e assim sucessivamente (se for preciso) até que finalmente conseguimos mudar, e morrer totalmente para esse pecado. E de tais pecados somos perdoados e justificados!

O que é muito diferente de ficarmos perpetuando no erro sob o pretexto, Jesus me perdoa e me justifica.

Portanto não somos justificados por seguir os mandamentos, mas devemos seguir os mandamentos e ensinamentos, pois não devemos ficar perpetuando nos erros!! E porque aquele que tem os mandamentos do Pai e de Jesus e os guarda, esse é o que ama a Jesus!(Jo 14.21)

Mas saibam que Jesus compreende as nossas fraquezas, e por isso Paulo diz que podemos chegar com confiança ao trono da graça. (Heb 4.15-16)

Advertisements

Precisam de você

Quando Jesus foi a província dos gadarenos, saiu-lhe ao encontro um homem. E quando viu Jesus prostrou-se diante dele, então os demônios se manifestaram e Jesus mandou todos esses males embora de sua vida. (Luc 8.27-32) E Jesus mudou a sua vida completamente, pois foi quão grande a mudança e quão grande a libertação.

Se este homem não se encontrasse com Jesus continuaria se ferindo com pedras, e continuaria nu, e continuaria morando nos sepulcros, e continuaria clamando pelos montes e pelos sepulcros, e continuaria feroz, e as pessoas continuariam tentando prende-lo com cadeias e grilhões e ele continuaria a ser impelido a ir para os desertos. (Mar 5.2-5, Mat 8.28, Luc8.17,29) Entretanto depois de ter encontrado a Jesus: “…encontraram o endemoninhado, o que tivera a legião, assentado, vestido e em perfeito juízo, e temeram.” (Marcos 15.5)

E quando Jesus chegou nesta província, e viu o gadareno se aproximar, eu acredito que Jesus já soubesse das condições em que este gadareno se encontrava (Luc 5.22, Luc 6.8,), todavia não pensou que esse homem não tinha mais jeito, pois Jesus tem poder para salvar, não importando as circunstâncias!

E o Senhor não olhou para a aparência do gadareno, visto que ele estava nu. Logo nós também não devemos nos importar com a aparência das pessoas quando formos falar de Jesus para alguém. Ainda mais porque Deus escolheu os pobres deste mundo para serem ricos na fé!

E Ele gastou do seu tempo para com o gadareno, pois quando o gadareno se aproximou, Jesus parou e conversou ele… Portanto quando nós queremos que determinada pessoa se converta, temos que dedicar o nosso tempo para falar dos ensinamentos de Jesus e dos mandamentos de Deus, e sobre a bíblia; porque não tem como isso acontecer por si só!

E vemos nestas passagens bíblicas (Mar 5.2-5, Mat 8.28, Luc 8.17,29) que a luta era no mundo espiritual, pois mesmo os demônios não aparecendo visualmente, eles estavam lá e se manifestaram. Logo entendemos que a nossa luta é no mundo espiritual, e devemos estar cientes que para lutarmos contra principados, potestades, demônios…, são necessários jejuns e orações, pois não é por força, mas pela ação do Espírito Santo que as vidas são transformadas!

E Jesus, em primeiro lugar e mais do que tudo, amou este homem! Pois quis que este homem viesse para luz como Ele estava (e está) na luz.

E como nós também um dia nos encontrávamos numa situação desesperadora, temos ajudado aos que se encontram nesta situação? Temos ajudado a fazer com que parem de se machucar com as pedras da vida? E temos ajudando a fazer com que os clamores das suas vidas angustiantes cessem? E temos ajudando a fazer com que as cadeias e os grilhões sejam quebrados? E temos ajudado a fazer com que encontrem juízo e paz? Enfim, para que possamos ajudá-los, temos mostrando que Jesus é o caminho, a verdade e a vida?

Não podemos ficar calados e parados, pois…

…precisam de você, precisam de nós! Você não vê?

Somos peregrinos nesta terra

“Porque o amor ao dinheiro é a raiz de toda a espécie de males” 1 Tim 6.10a

Se há guerras, é porque querem mais dinheiro, mais bens, mais terras…; se há tantos assaltos, é porque invejam e cobiçam bens materiais e dinheiro; se há soberba e vaidade é porque pessoas estão se prevalecendo por terem mais dinheiro do que outras; se há pessoas passando fome e frio é porque há pessoas amando o dinheiro; se há…

O dinheiro pode ser usado para fazer o bem assim como para fazer o mal, cabe a nós sabermos o que fazer com ele quando estiver em nossas mãos. Entretanto, cuidado, o dinheiro seduz e pode ser pedra de tropeço; no momento em que deixamos nos seduzir por ele, e começamos a amá-lo, a busca desenfreada por tê-lo nos cega.

No livro de Eclesiastes, Salomão escreve que em sua vida ele se esforçou para alcançar grandes projetos, ajuntou prata e ouro, tornou-se famoso, e não negou nada ao que seus olhos desejaram, mas ele concluiu que tudo isso era como correr atrás do vento! (Eclesiastes 2.4-11) E isso é muito verdadeiro, porque do que adianta nós ajuntarmos muitos bens materiais aqui na terra, trabalharmos anos e mais anos para tê-los, se não levaremos absolutamente nada quando morrermos, só podemos concluir que isso é inútil.

Logo, temos muitas razões para ajuntar tesouros no céu e não na terra! E nós ajuntamos tesouros no céu mostrando aos perdidos que Jesus é o único caminho para a salvação, ouvindo a palavra de Deus e a obedecendo, se esforçando para orar muito, lendo a palavra de Deus, ajudando aos pobres e necessitados, ajudando a apascentar as ovelhas de Jesus…

E isso não é difícil, desde que entendamos que aqui, nessa terra, somos peregrinos (estrangeiros) e que a nossa morada verdadeira é lá no céu, e se ficarmos com nossos olhos voltados para esta nossa futura morada (a nova Jerusalém, cidade feita de ouro, que tem 12 portões de pérolas, e que tem fundamentos de 12 tipos de pedras preciosas… – Apc 21.9 até Apc 22.5), então conseguiremos ajuntar tesouros no céu!

Deus abençõe a todos!

Por que Jesus deixou-nos o ensinamento de nos guardar dos escribas? Vejamos, pois, quais são as características dos escribas, para que possamos ver por que Ele nos deu este ensinamento:

“E, ensinando-os, dizia-lhes: Guardai-vos dos escribas, que gostam de andar com vestes compridas, e das saudações nas praças, E das primeiras cadeiras nas sinagogas, e dos primeiros assentos nas ceias” Marcos 12.38-39

Me parece que os escribas tinham o costume de querer aparecer, gostavam de ser reconhecidos, como  quem procura a própria glória; visto que gostavam das saudações nas praças, (lugar público, aonde os outros poderiam ver como eram bem quistos), e as vestes compridas devem ser para indicar que eram pessoas importantes, assim como o assentar-se nas primeiras cadeiras nas sinagogas e nos primeiros assentos na ceia.

E o que Jesus quer dizer quando diz para nós nos guardarmos deles? Podemos entender como: afastem-se, não se aproximem de quem procura a própria glória; a fim de que não sejamos influenciados. Portanto Deus desaprova a busca da própria honra, glória, a busca de ser reconhecido pelos outros…, e nem quer que andemos com pessoas que buscam tais coisas.

E a busca da própria glória é tão diferente do exemplo vivo de humildade que Jesus demontrou enquanto viveu aqui na terra. E do ensinamento que nos deixou: “Então, disse Jesus a seus discípulos: Se alguém quer vir após mim, a si mesmo se negue, tome a sua cruz e siga-me.”   Mateus 16:24 

Vejamos o que está escrito em Provérbios 25.27:

“Comer mel demais não é bom; assim, a busca da própria glória não é glória.”  

Bom mesmo é lembrarmos de quem é verdadeiramente digno de toda honra e glória: Deus!! “Porque dele e por ele, e para ele, são todas as coisas; glória, pois, a ele eternamente. Amém.” Romanos 11.36 

Observação: Jesus não estava só se dirigindo aos escribas. Naquela época eram os escribas que buscavam ser reconhecidos pelos outros, mas hoje nas nossas igrejas podem ser outros tipos de ministérios que estejam buscando glórias para si… Ou mesmo isso serve de ensinamento individual que não busquemos glória para nós e que não andemos com quem a busca.

Amor não fingido

Quando não conhecíamos a Jesus, éramos como cegos, tateávamos pela escuridão, andávamos tropeçando, porque não havia luz em nossa vida. Estávamos sujeitos a todos os tipos de perigos porque nem ao menos sabíamos quem era o nosso inimigo de verdade.

Hoje que nós conhecemos a Jesus, não somos mais cegos. Portanto nossa vida PRECISA ter mudado radicalmente! Como pode alguém conseguir ver o que está ao seu redor, e agir como um cego? Como pode alguém conhecer a Jesus e não andar em novidade de vida?

“De sorte que fomos sepultados com Ele pelo batismo na morte; para que, como Cristo foi ressuscitado dentre os mortos, pela glória do Pai, assim andemos nós também em novidade de vida.”   Romanos 6.4

Nós não podemos pensar que é normal e irrelevante estar cometendo os mesmos pecados que cometíamos antes de ter encontrado a luz verdadeira! Não podemos viver tendo ódio dos outros, com inveja, avareza, imoralidades, desonestidades, cobiças, mentiras, altivez de coração…, e estar com a consciência tranquilíssima e convicto da sua salvação!!

Veja o que diz 2 Pedro 2.20-22

“Porquanto se, depois de terem escapado das corrupções do mundo, pelo conhecimento do Senhor e Salvador Jesus Cristo, forem outra vez envolvidos nelas e vencidos, tornou-se-lhes o último estado pior do que o primeiro.

Porque melhor lhes fora não conhecerem o caminho da justiça, do que, conhecendo-o, desviarem-se do santo mandamento que lhes fora dado;

Deste modo sobreveio-lhes o que por um verdadeiro provérbio se diz: O cão voltou ao seu próprio vômito, e a porca lavada ao espojadouro de lama.”  

 Não é porque uma vez na vida foi feita uma oração na qual aceitamos Jesus, que estamos salvos! Para alcançar a salvação é preciso que continuamente estejamos seguindo os mandamentos de Deus, e os ensinamentos de Jesus porque, afinal, eles não estão escritos na bíblia para enfeitá-la, não nos foram deixados ‘para bonito’! Antes foram feitos para serem CUMPRIDOS E VIVIDOS! E importa que, como consequência dos nossos pecados, tenhamos frutos de arrependimento, e depois do arrependimento, mudanças de atitudes!

Importa  ama-lO de verdade, quere-lO de verdade, com um amor não fingido! Porque afinal:

(Jesus disse):“Aquele que tem os meus mandamentos e os guarda, esse é o que me ama, e aquele que me ama será amado do meu Pai e eu também o amarei, e me manifestarei a ele.” João 14.21

Isso sim vale a pena!

Cada dia tem 24 horas, e como você tem ocupado seu tempo? Os minutos passam rapidamente, e o que você tem feito com o seu tempo? O segundo que passa não volta jamais, e, afinal, em que você tem gastado o seu tempo? 

Dizem que no corre corre do dia a dia, há tantas coisas para fazer:cozinhar, lavar, estudar, comer, ir e vir, assistir, jogar… Mas de tudo isso, o que se aproveita para a eternidade?              

Há uma passagem na bíblia que fala um pouco sobre essa incógnita: Certa vez Jesus chegou em um povoado, e Marta o recebeu em sua casa. Ela estava distraída em muitos serviços, mas Maria, a sua irmã, sentou aos pés de Jesus para ouvir a sua palavra. Então Marta perguntou se Jesus não se importava que sua irmã tinha deixado ela trabalhar sozinha, e que Ele era para dizer para sua irmã ajudá-la! “E respondendo Jesus, disse-lhe: Marta, Marta, estás ansiosa e afadigada com muitas coisas, mas uma só é necessária; e Maria escolheu a boa parte, a qual não lhe será tirada.” Lucas 10.42 –Almeida.

Ou seja Maria escolheu o certo: ouvir a palavra de Jesus, buscar a Deus; e isso que ela fez não lhe será tirado (levará para a eternidade). Todos os nossos serviços, tarefas…, que fizemos aqui na terra,não levaremos junto para a eternidade, mas a nossa busca por Deus, isso sim vale a pena! Faz com que nosso caráter seja moldado, faz com que nós adquiramos intimidade com Deus, e aprendamos a amar o que Deus ama, odiar o que Deus odeia…

Não quero dizer que devemos parar de fazer tudo, mas que deixemos para trás as nossas ocupações fúteis e desnecessárias, para que assim tenhamos mais tempo para o nosso Senhor (não apenas ler 2,3 versículos da bíblia à noite, quando quase estamos pegando no sono, e orarmos 1,2 minutinhos). Deus não precisa de nós, mas nós precisamos TANTO dEle! E devemos ter gratidão por aquele que nos tirou das trevas, abriu os nossos olhos, encheu as nossas vidas de luz e nos redimiu! Além do mais, este é um mandamento: “Amarás, pois, ao Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todo o teu entendimento, e de todas as tuas forças; este é o primeiro mandamento.” Marcos 12.30 (Porque ocupamos o nosso tempo com quem, e com o que amamos); logo se amamos, também gastamos o nosso tempo!

Que nos esforcemos para ter muito tempo com aquele que é, que era,  e que há de vir!! Deus abençõe a todos.

Uma NOVA vida em Cristo

Passagem do vídio que está logo abaixo:

Como pode um homem morto passar por uma porta estreita? E desde que a salvação é muito mais do que qualquer outra coisa, a declaração do poder de Deus ao Universo, você pode estar seguro de que Deus salvou uma pessoa, Ele transformou essa pessoa no âmago do seu ser, e Ele continuará trabalhando nessa pessoa para trazer santificação e conformidade para Cristo.

Esse é o porquê de ser absolutamente absurdo acreditar que um homem possa ser um cristão e não ser transformado. E não apenas ser transformado, mas ter o seu curso estabelecido por Deus, de modo que por todos os dias de sua vida ele continue a se transformar.

 Agora, no entanto, eu lhe direi que a vida cristã não é necessariamente uma subida contínua, mas existe crescimento, e contratempo, e crescimento, e luta. Mas através do pleno curso da vida cristã, você verá ohomem sendo transformado e mudado, porque o bom Deus que começou uma boa obra, nele irá terminá-la.

E nós temos milhões…

Incalculáveis milhões de pessoas que fizeram sua decisão por Cristo, mas não existe marca de um Cristianismo verdadeiro em suas vidas. Isso porque uma mera decisão humana não é igual à obra sobrenatural de regeneração do Espírito Santo na vida do verdadeiro crente.[…]

Veja isso é um absoluto absurdo lógico, para fazer de Jesus uma parte da sua vida, ou dizer a alguém que você tem uma vida maravilhosa, só estão precisando de Jesus. É um absurdo absoluto. Por quê? Por que se céu é céu, e inferno é inferno, e Cristo fez o que disse que fez, Ele tem que ser tudo! A lógica demanda que Ele seja tudo para nós, ou que Ele não seja nada para nós. E não pode ser de outra forma!

Este é o porque de Ele exigir absolutamente tudo sempre. Que Ele faz uma exigência. Lealdade absoluta. Confiança  absoluta. Desistir absolutamente de você pela causa dEle, de seu Reino, e de sua Justiça. […]”

Nos últimos dias tenho pensado sobre temer a Deus.. Conforme a bíblia está escrito que:”Para ser sábio, é preciso primeiro temer a Deus, o SENHOR. Os tolos desprezam a sabedoria e não querem aprender.” Prov. 1.7 Mas, afinal, o que é temor? É ter respeito, é ter reverência à Deus, é ter medo de desagradar a Deus, é não querer fazer nada que é pecaminoso.. Temor é não querer entristecer o Espírito Santo que habita em vós (se é que Ele habita em vós)..E o temor é o que tem faltado a maioria dos cristãos desta geração do Brasil, EUA, países da Europa…

E por que tem faltado temor? Devem pensar.. Aaah, Deus é amor! E eu concordo!Porém quero lembrar-vos que Deus além de ser amor, também é aquele que tantas vezes se irou com os israelitas, quando andavam em seus maus caminhos e desprezavam o concerto de Deus! (Is 5.24,Ez 16.43, 2 Re 21.6, 2 Cro 28.13,…) Porventura os cristãos transgredindo os mandamentos de Deus e os ensinamentos de Jesus, também não estão transgredindo o novo concerto de Deus? E por acaso Ele não vai se irar? Eu não sei vocês, irmãos, MAS EU NÃO QUERO CAIR NAS MÃOS DO DEUS IRADO! Por isso nós devemos ter temor, cuidado.., para não pecar!! 

Davi escreveu:Eu tremo diante de ti e tenho medo dos teus julgamentos.” Sal 119.120, se Davi que era um homem segundo o coração de Deus,tinha medo dos julgamentos de Deus e tremia diante de Deus, quanto mais nós não devemos ter temor e tremor!! Não devemos aceitar ser escravos do pecado, não devemos ficar perpetuando no erro.. Antes, devemos clamar a Deus para Ele nos ajudar a mudar!! E haver ARREPENDIMENTO genuíno!!

E a situação se agrava mais ainda, porque se não há temor, não há sabedoria. E se não há sabedoria, não há discernimento do que é certo e errado… E se não há discernimento,os cristãos em muitas situações,nem sabem que estão pecando!!! Como disse Paul Wascher, em certa pregação:”Os peixes não sabem que estão molhados, assim também os cristãos não sabem que estão pecando.”

Vejam o que está escrito em Romanos 2.5-8: “Mas, segundo a tua dureza e teu coração impenitente, entesouras ira para ti no dia da ira e da manifestação do juízo de Deus; O qual recompensará cada um segundo as suas obras; a saber:A vida eterna aos que, com perseverança em fazer bem, procuram glória, honra e incorrupção; Mas a indignação e a ira aos que são contenciosos, desobedientes à verdade e obedientes à iniqüidadeCada um será recompensado segundo as suas obras..

Vejam o que Jonathan Edwards dizia, que escreveu “Pecadores nas mãos do Deus irado”, veja o que os antigos cristãos diziam!! E CLAMEM a Deus por temor, para que vocês alcancem um coração sábio, e assim façam o que é reto, direito e justo aos olhos de Deus!!

Deus os abençoe!!

 A muito tempo eu já tenho pensado sobre o fazer acepção de pessoas. E já vi muitas coisas tristes em relação a esse tema! Eu imagino como era no tempo dos Atos dos Apóstolos, os pobres, os oprimidos, os mendigos vindo nas igrejas e sendo abraçados, cuidados e ajudados. Mas hoje a nossa realidade é tão diferente dentro de tantas igrejas do Brasil, EUA…

Certa vez vi uma moça mendigando na rodoviária, e conversei com ela sobre ela ir numa igreja cristã, então ela me respondeu “- mas eu vou às vezes em tal igreja cristã”… Então eu pensei na passagem bíblica: “Se um irmão ou irmã estiver necessitando de roupas e do alimento de cada dia e um de vocês lhe disser: “Vá em paz, aqueça-se e alimente-se até satisfazer-se”, sem porém lhe dar nada, de que adianta isso?” Tiago 2.15-16 (NVI)

Do que adianta dizer: vá em paz? As suas palavras não vão matar a fome e nem vão esquentar essa pessoa!!

E outras vezes ja vi pobres e oprimidos chegando na igreja, e não vi quase ninguém ir nem ao menos cumprimentá-los!! Não os vi recebendo amor, não os vi recebendo cuidados, nem atenção… E por quê?! Porque asvestes deles não eram da última moda? Porque não eram tão bonitos? Porque não estavam a sua altura?!

Ora..me poupe..Que coisa mais triste!! Quando eu penso que muitas vezes as pessoas não tem culpa de serem pobres, e que ninguém escolheu a sua aparência, e quando eu penso que o que realmente importa é o que somos por DENTRO, eu vejo que está havendo uma inversão de valores no meio cristão, TERRÍVEL.

Em Tiago 2.2-5 esta escrito contra  a acepção de pessoas:”Suponham que na reunião de vocês entre um homem com anel de ouro e roupas finas, e também entre um pobre com roupas velhas e sujas. Se vocês derem atenção especial ao homem que está vestido com roupas finas e disserem: “Aqui está um lugar apropriado para o senhor”, mas disserem ao pobre: “Você, fique em pé ali”, ou: “Sente-se no chão, junto ao estrado onde ponho os meus pés”, não estarão fazendo discriminação, fazendo julgamentos com critérios errados? Ouçam, meus amados irmãos: NÃO ESCOLHEU DEUS OS QUE SÃO POBRES AOS OLHOS DO MUNDO PARA SEREM RICOS EM FÉ E HERDAREM O REINO QUE ELE PROMETEU AOS QUE O AMAM?

Quando pessoas chegam na nossa igreja, sendo ricas, ou pobres, devemos tratá-las bem, recebê-las com amor, e de modo igual! As receber como nós gostaríamos de ser recebidos quando começamos a ir na igreja… E, não só no começo, mas que esse amor perpetue na caminhada de todos nós com Jesus Cristo; vencendo as diferenças!!

QUE CADA UM CONSIDERE OS OUTROS SUPERIORES A SI MESMO.

Deus abençoe a todos!